A Polícia Civil do Paraná (PCPR) utiliza sistemas da Antheus Tecnologia

Sistema informatizado agiliza identificação por impressão digital

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) utiliza sistemas da Antheus Tecnologia

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) utiliza sistemas informatizados modernos para identificar pessoas pela impressão digital. Durante o Verão Maior, que se iniciou no dia 21 de dezembro de 2019, já foram identificadas com essa tecnologia 105 pessoas no Litoral, entre elas um idoso encontrado morto em Pontal do Paraná, na noite de quinta-feira (30).
O sistema é utilizado para identificar uma pessoa que foi presa e está sem documentos, cadáveres, pessoa desaparecida, autores de crimes, pessoas com mandados de prisão em aberto. Para o delegado Marcus Vinícius Michelotto, a evolução desses sistemas torna muito mais ágil não só a identificação de criminosos, mas também a de pessoas não identificadas encontradas mortas.

“Com scanner biométrico, fazemos inserção das digitais e imediatamente obtemos a identificação do banco de dados da Polícia Civil do Paraná. Isso traz agilidade para os procedimentos de polícia judiciária, evita autuações de pessoas inocentes, entre outras fraudes”, explica Michelotto.

SISTEMAS – A identificação pelas impressões digitais pode ser feita pelo sistema chamado “1 x 1”, quando a Polícia Civil já se tem indícios de quem seja a pessoa. Neste caso, confronta-se as impressões colhidas em local de crime, ou diretamente da pessoa ou cadáver, com as armazenadas no sistema para aquele indivíduo. Isso permite comprovar tecnicamente se tratar ou não da mesma pessoa.

Outro tipo de verificação ocorre pelo sistema “1 x N”. Neste, o papiloscopista coleta as impressões digitais e as insere em um sistema que as compara com todas as outras constantes no banco de dados. Assim, é possível descobrir a verdadeira identidade da pessoa em questão de minutos ou horas.

IDOSO – A identificação de Fernando de Souza, 65 anos, encontrado morto em Pontal do Paraná, foi feita em apenas seis horas. O corpo do homem foi encontrado às 18h e às 23h a Polícia Civil já tinha sua identificação.

O corpo do idoso foi encontrado em uma rua de Pontal do Paraná. Nenhum indício de morte violenta foi encontrado, nem no corpo e nem nas proximidades. O homem estava, aparentemente, desnutrido e em precárias condições de higiene.

A Polícia Civil procurou a Secretaria de Assistência Social de Pontal do Paraná para tentar identificar o homem, já que havia suspeitas de que se tratava de uma pessoa em situação de rua e que poderia ter passado por abrigos do órgão nos últimos meses. Não havia nenhum cadastro do homem lá.

A PCPR colheu material de impressões digitais, os papiloscopistas fizeram o confronto no sistema biométrico do Paraná e rapidamente o homem foi identificado. “Nossa equipe papiloscópica não mediu esforços para realizar a identificação do corpo e oferecer a oportunidade de um enterro digno”, diz delegado Thiago Luis Mengal Soares.

Click aqui para noticia original. (Fonte: AEN – PR)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *